Apple apresenta o novo Aperture

[ícone Aperture]O evento especial de hoje, o vice-presidente de marketing de aplicações da Apple, Rob Schoeben, apresentou a nova “ferramenta de produtividade” para trabalho com imagens: o Aperture. O novo software segue o mesmo caminho que o Final Cut Pro já trilha: ser uma opção com “jeito Macintosh” para fotógrafos. Segundo Schoeben, “a pós-produção é uma extensão do processo criativo” e os profissionais da fotografia não tinham uma solução como o Final Cut Pro; aqui entra o Aperture, “a primeira ferramenta ‘tudo-em-um’ de pós-produção para fotógrafos”.

O Aperture trabalha diretamente com o formato RAW, tornando sua manipulação tão fácil quanto o consagrado formato JPEG. O software também oferece ferramentas básicas como redução de olhos vermelhos, corte e escala, além de controle de versão de edições. Um recurso interessante é o “Stacks” permite agrupar seqüências de fotos, baseado no tempo entre os disparos.

Os requisitos mínimos deixam claro que o software não é para os fracos: um Power Mac ou iMac G5 de 1.8GHz ou um PowerBook G4 de 1.25GHz, com 1GB de RAM e uma placa de vídeo veloz.

Apesar de ter tudo o que um fotógrafo poderia precisar, nos parece difícil que haja uma migração para o software, mesmo com o preço de US$ 499 (o Photoshop custa US$ 599).

Saiba mais
Apple: Aperture – Designed for Professional Photografers

Marco Andrei Kichalowsky

Editor-chefe do macnarama.com, é applemaníaco e trabalha com produtos Apple desde 1993. Foi presidente do Brasil Apple Clube durante 10 anos e colaborador da saudosa Macmania e sua herdeira MAC+ até o fim da revista em 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *