macOS 10.15 Catalina: atualizar ou não atualizar?

Já faz alguns dias que a nova versão do sistema operacional do Mac chegou e como vimos, veio com ele diversos problemas. Desde os usuários comuns até artistas e profissionais, todos poderão encontrar sérios inconvenientes ao instalar o macOS Catalina.

Primeiro, o próprio sistema apresenta inconsistências e defeitos, como não deixar instalar-se em algumas máquinas, quedas na conexão Internet depois da atualização, Bluetooth sem funcionar, esgotamento da bateria em questão de minutos, superaquecimento e lentidão.

Depois, há problemas recorrentes com aplicativos da Apple: o Dock simplesmente some; a busca do Mail tem comportamento errático; as extensões do Safari param de funcionar; o iCloud não baixa as pastas da nuvem e o substituto do iTunes, o aplicativo Music, não reconhece a biblioteca do usuário.

Aplicativos de 32 bits não rodam no Catalina

A maioria dos problemas que surgem na passagem para o novo sistema parece ser a incompatibilidade do macOS Catalina com aplicativos de 32 bits.

Falando de dois aplicativos populares da Adobe, o Lightroom, por exemplo, não consegue mais detectar e capturar fotos das câmeras Nikon no novo sistema. O Photoshop, por sua vez, não permite alterar a extensão de um arquivo ao salvá-lo, não detecta pincéis criados em 32 bits e não executa complementos baixados da Web, entre outras coisas.

A própria Adobe confirmou a existência de incompatibilidades e diz que está “ciente dos problemas” nos aplicativos Photoshop e Lightroom para o Mac. Mesmo a última versão de seus aplicativos têm disfunções. A empresa recomenda que os usuários de qualquer um desses dois aplicativos não atualizem o macOS Catalina no momento.

Outro caso conhecido é o disco virtual OneDrive, da Microsoft, que simplesmente não conecta mais no serviço, dentre outras disfunções.

Considerando tudo isso, há vantagem em instalar o Catalina agora?

Bem, DEPENDE. Realmente existem poucas ocasiões em que não recomendo atualizar para a versão mais recente do sistema operacional. As atualizações adicionam melhorias de segurança e principalmente em desempenho.

Se tu queres experimentar já os novos recursos ou se tu fores um profissional que trabalha com computadores e programas, instala agora mesmo macOS 10.15. Mas se tu fores um usuário comum ou se o computador em questão for tua principal ferramenta de trabalho que pode ter problemas com a atualização mais recente, essa é a ocasião em que devemos esperar um pouco para que tudo seja resolvido.

Na verdade, o mais importante é verificar quais aplicativos são essenciais e que deixariam de funcionar com o macOS Catalina. Se não houver nenhum impedimento, vamos atualizar!

Por outro lado, se houver uma ferramenta essencial que não funcione corretamente no novo sistema e uma alternativa para esse aplicativo é inviável, então o melhor caminho é realmente aguardar por uma atualização que venha sanar essas incompatibilidades.

Usuários de software da Adobe, por exemplo, NÃO DEVEM ATUALIZAR. Aplicativos da Adobe têm MUITOS problemas e essa atualização pode deixar o teu Mac inutilizado por um bom tempo.

Enfim, é melhor prevenir do que remediar.

Autor: Marco Andrei Kichalowsky

Editor-chefe do macnarama.com, é applemaníaco e trabalha com produtos Apple desde 1993. Foi presidente do Brasil Apple Clube durante 10 anos e colaborador da saudosa Macmania e sua herdeira MAC+ até o fim da revista em 2015.